Logo cec logo Seja um filiado!

O setor de GESTÃO SUS da Federassantas, através do projeto Comissões Técnicas, desenvolve estudos e ações de cunho coletivo, possibilitando a troca de experiências que contribuem para o alcance do equilíbrio econômico e financeiro das instituições, sendo elas:

A Gestão SUS é responsável pelo mapeamento das principais políticas e programas, com identificação dos mais importantes desafios e necessidades de melhorias do sistema; a Comissão de Saúde Suplementar,  mapeia os valores praticados pelas operadoras de saúde para os principais procedimentos ofertados aos pacientes; e a Comissão de Remuneração Médica é responsável pelo mapeamento dos valores e modelos de remuneração praticados. Já a Comissão de Recursos Humanos, é responsável pelo mapeamento dos cargos e salários, descrição de cargos, indicadores de desempenho individuais e de equipes; e a Comissão de Suprimentos, responsável pelo mapeamento dos valores pagos pelos principais insumos adquiridos pelas instituições.

Através deste projeto, as Comissões Técnicas Regionais possibilitam a identificação das melhores práticas e processos, e permitem a realização de comparativos entre os principais componentes das receitas e despesas das instituições filantrópicas participantes.

A partir dessa percepção sobre as necessidades e desafios das instituições filiadas na busca da otimização dos recursos para uma redução nos custos e melhoria das receitas, criou-se o REFERENCIAL FEDERASSANTAS, uma plataforma que disponibiliza informações e indicadores do setor, com o objetivo de fornecer parâmetros que auxiliam os gestores dos hospitais filantrópicos no desenvolvimento de estratégias e tomada de decisões.

No Referencial estão disponíveis aos filiados à Federassantas, informações relativas ao seu desempenho, tais como: Taxa de Ocupação Hospitalar, Taxa de Ocupação dos Leitos UTI, Taxa de Referência, Taxa de Mortalidade Institucional, Tempo Médio de Permanência – Institucional. Dentro da plataforma é possível comparar obter informações quanto ao número de leitos, internações e produção ambulatorial, bem como comparar o seu desempenho com as demais instituições do estado, conforme seu perfil de atendimentos, porte de leitos e região de saúde.

Um exemplo da eficácia dos estudos das Comissões Técnicas e do Referencial Federassantas é o Hospital São Paulo, de Muriaé, que já apresenta uma economia de R$23.854,00/mês referentes à compra de medicamentos e materiais. De acordo com Rita de Cássia, Diretora Administrativa do hospital, este resultado foi possível através da participação em reuniões das Comissões, análise dos dados disponibilizados na ferramenta e troca de informações com outras instituições, que geraram oportunidades como a padronização das marcas utilizadas, prática de preços; ela ressaltou que “essa troca de informações foi fundamental para alcançar esse objetivo”.

Segundo Leandro dos Santos, Coordenador de Compras do Hospital São Paulo, “o Referencial Federassantas está servindo como estatística para saber se estamos comprando bem, pagando mais ou pagando abaixo, e desta forma, conseguir chegar ao preço pago pelos outros hospitais”. O profissional afirma que Hospital São Paulo já conseguiu reduzir custos com alguns itens da curva A, como por exemplo, luvas de procedimento, seringa, soro fisiológico, materiais descartáveis pérfurocortantes e medicamentos. A diretora do hospital também reforça a importância da plataforma no auxilio para a tomada de decisões, “o Referencial mostra o desenvolvimento e o crescimento profissional que a Federassantas está buscando para todos os hospitais”.

Para Luiz Sales, Coordenador de Suprimentos da Federassantas, a utilização da plataforma pode oportunizar a economia de até 28%, quando comparada as variações dos custos médios das instituições participantes com os menores preços dos produtos ofertados no mercado. Segundo ele, o Referencial Federassantas “é importante pois fornece informações básicas e úteis para uso no dia a dia da área de suprimentos. Além de ser uma ótima base para benchmarking, pode ser considerada uma fonte para novas oportunidades de negócio, pois no atual cenário das instituições de saúde no país, é imprescindível fazer uso de ferramentas de gestão como essa”, afirma.

Gestão SUS:

Fernanda Cristina
Telefone: (31) 3241-4312
E-mail: assessoriatecnica@federassantas.org.br


Aline Ituassu
Telefone: (31) 3241-4312
E-mail: assessoriatecnica02@federassantas.org.br


Ana Luiza
Telefone: (31) 3241-4312
E-mail: assessoriatecnica03@federassantas.org.br


Cinara Rocha
Telefone: (31) 3241-4312
E-mail: assessoriatecnica02@federassantas.org.br

 

Suprimentos

Luiz Sales
Telefone: (31)3241-4312
E-mail: luizsales@federassantas.org.br