Fundação Hospitalar São Francisco de Assis amplia CTI e abre novos leitos para o SUS em BH

Com expansão, realizada na Unidade Concórdia, complexo hospitalar aumentou capacidade de atendimento para 60 leitos de terapia intensiva

Uma das principais instituições que atendem ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais, a Fundação Hospitalar São Francisco de Assis (FHSFA) inaugurou, no último dia 22 de fevereiro, uma ala no CTI da Unidade Concórdia. O espaço conta com oito novos leitos de terapia intensiva, aumentando para 60 o número total oferecido pelo complexo hospitalar, que inclui também a Unidade Santa Lúcia, hospital especializado em Ortopedia. Além de mais vagas, as obras vão levar mais qualidade e segurança para a assistência à população de Belo Horizonte e das mais de 480 cidades mineiras atendidas pela instituição.

Por ser um hospital filantrópico privada, a FHSFA possui autonomia administrativa e financeira. Nesse contexto, as obras foram conduzidas pela atual gestão e possibilitadas pela verba captada, via Emenda Parlamentar, junto ao Deputado Federal Luís Tibé. O valor total investido foi de R$ 1,7 milhão. O parlamentar já destina recursos para a Fundação há mais de cinco anos, contribuindo para o custeio de despesas gerais e de outras importantes obras, como a revitalização da fachada da Unidade Concórdia que foi finalizada em 2020 e teve um investimento de R$ 400 mil. 

O Superintendente Geral da FHSFA, Dr. Helder Yankous, explica a relevância da expansão do CTI. “O Centro de Terapia Intensivo que foi ampliado é destinado aos pacientes que estão no pós-operatório. É uma área fundamental para a nossa assistência, já que o volume de cirurgias que realizamos durante todo o ano é muito alto. Portanto, essa melhoria veio suprir uma demanda importante e vai impactar positivamente na segurança do nosso paciente”, avalia o Superintendente Geral da FHSFA.

Yankous destaca ainda que a expansão não se resumiu aos leitos, já que foram criadas outras áreas. “Modificamos uma parte da nossa planta, abrindo novos acessos ao setor de Hemodinâmica, onde também construímos novos banheiros. Tudo isso para tornar a experiência do nosso paciente a melhor possível”, completa o gestor.

Referência no combate à Covid-19

A ampliação do CTI veio fortalecer a assistência no momento em que a Fundação atua como referência na luta contra a Covid-19. No início da pandemia, ela foi a primeira instituição hospitalar com atendimento ao SUS a se prontificar, junto à Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, para atuar na linha de frente.

Para isso, a FHSFA reservou a sua maior unidade de internação e um dos CTI’s para atender exclusivamente os pacientes infectados pelo coronavírus. Todo o trabalho é conduzido pelo Comitê de Planejamento Frente à Covid-19, que realizou adaptações na estrutura do hospital, treinamentos de equipes e implementou novos fluxos e protocolos para atender não só a demanda de BH, mas também de todo o estado.

Por Comunicação Fundação Hospitalar São Francisco de Assis