Presidente da Federassantas é a nova Diretora Institucional de Assistência e Políticas SUS da CMB

A advogada especialista em direito da saúde e presidente da Federassantas, Kátia Rocha, assumiu, nesta quarta-feira (23), a Diretoria Institucional de Assistência e Políticas SUS da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas

 

De acordo com a Confederação, a nomeação foi uma decisão da presidência em reconhecimento ao trabalho executado pela gestora e pelo seu envolvimento e dedicação nas matérias afetas ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Recebi com muita honra e satisfação o convite do Presidente da CMB, Mirocles Véras, para assumir essa função na entidade nacional. Considero uma enorme responsabilidade, tanto pelo cargo em si, quanto por suceder uma pessoa como Gonçalo Barbosa, grande referência de profissional, amigo e de liderança. Sei que a minha tarefa será desafiadora, mas acredito que meus 20 anos de atuação como advogada na área da saúde e, nos últimos anos, como Presidente da Federassantas, me proporcionarão condições de conduzir a missão juntamente com todos os hospitais”, garante Kátia Rocha.

Mudança de cargo

Gonçalo Barbosa, Diretor de Gestão Corporativa e Relações Institucionais da Santa Casa de Belo Horizonte e Diretor-presidente da Fundação Hospitalar São Francisco de Assis (FHSFA), ocupou o cargo anteriormente e acredita que Kátia Rocha contribuirá para o crescimento da Confederação e para o destaque dos filantrópicos em âmbito nacional. “Com a capacidade e dinamismo dela, a Federassantas ganha muito, Minas Gerais ganha muito e a CMB ganha mais ainda, porque, a partir de agora, ela vai usar toda sua experiência de sucesso em Minas Gerais em todo o Brasil”. Ainda de acordo com Gonçalo, a CMB tem sido muito atuante na pandemia do coronavírus. “A Confederação conseguiu mostrar ao país que o setor filantrópico é o que mais responde às demandas do SUS. E isso foi um trabalho coletivo do qual Kátia Rocha participou”, explica.

O Presidente da CMB, Mirocles Véras, considera a Federassantas “um exemplo de dinamismo e competência e que executa um trabalho primoroso de fortalecimento das instituições filantrópicas”. Ele acredita que, enquanto Diretora Institucional de Assistência e Políticas SUS, Kátia somará importante força para levar os pleitos de todas as instituições do país ao Ministério da Saúde e demais órgãos públicos. “Kátia vai trabalhar em um projeto que visa a evolução do SUS por meio da sustentabilidade da rede de hospitais filantrópicos e, assim, ampliar a qualidade da prestação de serviços e a melhoria de gestão das instituições”, explica o Presidente da CMB.

Para Kátia Rocha, sua função na CMB só será bem desempenhada com o apoio de todos os hospitais filantrópicos e de todas as lideranças no país. “Nós precisamos conquistar algo que, para mim, é essencial: a segurança jurídica e a sustentabilidade para a prestação de serviços em saúde pelos filantrópicos. Sem dúvidas, essas serão as premissas que iremos pautar na CMB, sendo imprescindível a participação ativa das instituições para as quais nós trabalhamos. Tenho fé em Deus que, nos próximos anos, poderei, juntamente com a colaboração de todo setor, deixar um legado: que as nossas autoridades públicas desenvolvam o respeito que os hospitais, por serem o principal eixo de execução da atenção hospitalar no SUS para o nosso cidadão, merecem.”

 

Flaviano Feu Ventorim (esquerda), Kátia Rocha (centro) e Mirócles Veras (direita)

 

Por Assessoria de Comunicação Federassantas