Santa Casa BH: Hospital pioneiro na capacitação de funcionários na língua brasileira de sinais

O maior hospital filantrópico de Minas Gerais deu mais um passo importante no acolhimento às pessoas com deficiência (PCDs). Para estimular a educação inclusiva, a instituição iniciou a primeira turma do curso de Libras – Língua Brasileira de Sinais – para seus funcionários. A iniciativa pioneira foi possível graças à apro­vação de um projeto no Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/ PCD) em 2017. Com duração de 60 horas, a capa­citação tem o objetivo de preparar os profissionais, ampliar as possibilidades de inclusão de PCDs e criar ambientes acessíveis.

A primeira turma – formada por 30 alunos das áreas assistenciais e de atendimento ao público –  se encerra no dia 16/01. As aulas são ministradas pelo professor Marlon Loureiro Ulhoa, da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis), nas terças e quartas-feiras, das 14 às 18 horas. Em 2019, serão ofere­cidas mais seis turmas, capacitando 180 alunos. Deste total, 70 são funcionários da Prefeitura de Belo Horizonte.

De acordo com a superintendente de Recursos Humanos da instituição, Clarinda Maria de Macedo, o curso está indo além do cumprimento da legislação: “percebemos o interesse dos participantes em aprender e multiplicar esse conhecimento, permitindo que mais profissionais olhem para as pessoas com deficiência de forma igualitária, inclusiva e sem preconceito. Com isso, a Santa Casa BH também cumpre o seu papel de humanização”.

Fonte: Comunicação Institucional da Santa Casa BH