SES-MG vai destinar R$85 milhões para programas de urgência e emergência, atenção primária e hospitalar

O Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, o Subsecretário de Políticas e Ações de Saúde, Marcílio Dias Magalhães e técnicos da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), participaram nesta sexta-feira, 10/05, de reunião da Câmara de Prevenção e Resolução de Conflitos no Ministério Público Estadual, em Belo Horizonte. O objetivo foi tratar do fluxo financeiro destinado aos programas e ações de saúde, dando continuidade às discussões anteriores que já aconteceram na mesma Câmara.

Durante o encontro, foi apresentado pela Secretaria de Saúde o compromisso de destinar a partir de agora R$ 85 milhões mensais para os principais programas de saúde, dando prioridade aos serviços de urgência e emergência, atenção hospitalar e primária. De acordo com o Secretário Estadual de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, “no cenário de calamidade financeira em que se encontra o Estado de Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Saúde elencou como prioritários os programas da Rede de Urgência e Emergência e Atenção Hospitalar, numa estratégia de preservação à vida”, explicou.

O recurso será pago mensamente da seguinte maneira: serão pagos 100% do valor mensal dos programas Rede Resposta, Pro URGE, SAMU Regional e Municipal, UPA, Rede Cegonha, CAGEP (Casa de apoio à Gestante e Puépera), CEAE ( Centro Estadual de atenção Especializada)/ CEM (Centro de Especialidade Médicas); 78% do valor mensal do PRO HOSP Gestão Compartilhada e 68% do valor mensal do PRO HOSP Incentivo.

Além disso, a Secretaria se comprometeu a repassar R$15 milhões para a assistência farmacêutica, com o objetivo de retomar o abastecimento de medicamentos e R$ 900 milpara iniciar aportes financeiros para a Atenção Primária, totalizando, portanto, R$ 85 milhões mensais.

Confira a tabela com os valores destinados a cada programa no site https://bit.ly/2Q9jVMM