Logo

Bionexo moderniza marketplace e ganha mais eficiência nas operações

Nova interface proporciona aos clientes e fornecedores redução do tempo de resposta das cotações

Há 17 anos atuando como um hub entre as instituições de saúde e fornecedores, a Bionexo sentiu, em 2014, que era preciso acompanhar a evolução do mercado e decidiu construir uma nova plataforma de e-commerce B2B escalável, que sustentasse seu crescimento no Brasil e no exterior.

“Na época em que decidimos mudar a plataforma utilizávamos um software de 14 anos, que apesar de atender nossos clientes, era necessária a adição de alguns aspectos para trazer uma cultura digital à Bionexo”, comenta Renato Guimarães (foto), gerente de desenvolvimento de sistemas da companhia.

Para construir a nova plataforma, a empresa contratou a Plataformatec e a opção escolhida foi o Ruby on Rails, ferramenta que permite desenvolver aplicações web de forma mais dinâmica e simplista. A nova interface, com design mais leve e funções simples, proporciona aos clientes e fornecedores redução do tempo de resposta das cotações.

Times integrados

O processo de migração de um marketplace é mais complexo quando comparado a outros tipos de produtos digitais. Por esse motivo, antes mesmo de iniciar o projeto a Bionexo se preocupou em alinhar praticamente todas as suas áreas de negócio.

“Definimos uma série de workshops de concepção envolvendo as áreas de atendimento, tecnologia, finanças, produtos, comercial e diretoria. O alinhamento entre as áreas é fundamental para a construção de um software como esse, pois conseguimos coletar conhecimentos de todas elas, definindo um mesmo objetivo para toda a companhia”, declara Guimarães.

Com a migração dos fornecedores já executada e finalizada em dezembro de 2016, foi iniciada em 2017 a migração dos compradores, que será concluída este ano. Segundo o executivo, agora são apenas quatro modalidades de pacotes dentro da plataforma nova, o que tem ajudado especialmente o time comercial. A cada novo ciclo, as equipes trabalham de modo a aumentar gradativamente a eficiência.

Renato Guimarães, Gerente de desenvolvimento de sistemas da Bionexo