Logo

Febre do Nilo Ocidental, doença que pode matar, deixa Minas em alerta

Após enfrentar a maior epidemia de febre amarela já registrada no Estado, Minas Gerais entra em alerta contra uma nova doença, a Febre do Nilo Ocidental (FNO). O vírus, com circulação já comprovada no Espírito Santo, pode levar a manifestações neurológicas graves, como encefalite, meningite e a Síndrome de Guillain-Barré, enfermidade que ataca o sistema nervoso e também acomete vítimas do zika.

As secretarias de Saúde de Minas (SES-MG) e do estado vizinho vão solicitar aos municípios maior cuidado na avaliação das notificações. “Estamos elaborando um alerta para os profissionais de saúde, com vistas a reforçar a atenção devido à possibilidade do aparecimento de casos suspeitos”, afirmou, em nota, a SES-MG.

A preocupação se deve à confirmação da morte de um cavalo pela Febre do Nilo no Espírito Santo, na última terça-feira. A constatação foi feita por uma equipe de pesquisadores da Escola de Veterinária da UFMG.

Veja reportagem completa em:
http://hojeemdia.com.br/horizontes/febre-do-nilo-ocidental-doen%C3%A7a-que-pode-matar-deixa-minas-em-alerta-1.627590